Usuário:Laís

De EmBreveAqui
Ir para: navegação, pesquisa

URB 053

-DESENHANDO A CIDADE EM TEMPOS INSTÁVEIS

. "Enquanto memória, esses espaços se tornam parte da "interioridade" da cidade, mesmo quando essa "interioridade" está fora das lógicas da utilidade voltadas para o lucro e seus enquadramentos."

. "Mas é justamente nesses espaços, facilmente percebidos como mortos, que existe a possibilidade de inserir arquiteturas e formalizá-los como espécies de infraestruturas habitadas."