Usuário:Camila Félix

De EmBreveAqui
Ir para: navegação, pesquisa

16-09 - Desenhando a cidade em tempos instáveis - Saskia Sassen

- Os arquitetos necessitam enfrentar a forma de viver nas cidades contemporâneas com a grande quantidade de experiências, a convivência com grandes infraestruturas e o mercado que busca o lucro. - Os espacos vazios na cidade podem conectar pessoas e situacoes e retirar essa atencao a grandes arquiteturas e a forma que lidamos com a cidade. - Transformar o terreno vago em espaco público.


O projeto se divide em três objetivos principais:

1) Implementar uma articulação de caminhos para pedestres afastados das ruas com grande fluxo viário como identificado no relatório de visita através da criação de espaços públicos dentro das quadras. A estratégia utilizada para isso seria a instalação de Quadra-praça [1]. Os quarteirões em que foi proposto esse uso apresentam edifícios com pilotis ou espaços livres cercados por grades, a intenção é de abertura com um projeto de paisagismo que promova o uso e ocupações mesmo que efêmeras.

2) Viabilizar maior adensamento populacional na área que já possui infraestrutura instalada e maior capacidade de suporte através da instalação de habitação de interesse social [2]. Utilizando uma quadra vazia para a construção de um edifício que abrigue habitações com o programa Minha Casa Minha Vida de baixo salário mínimo. E também utilizando a transferência do direito de construir para desocupação de edifícios utilizados como estacionamentos para construções que valorizem a região como HIS. Em um dos terrenos vazios deve-se instalar um albergue público de atendimento ao grande número de moradores de rua que ocupam a região. A intenção é de se ter um local não só de atendimento noturno mas que ofereça cursos profissionalizantes, atendimentos básicos e seja vinculado a ONGs e instituições que já atuam com essas pessoas diariamente nas ruas.

3) Propor, aos órgãos responsáveis pelos edifícios vazios, projetos preferencialmente de Retrofit residenciais ou comerciais, ou a venda destes edifícios.
  1. Operação Urbana Consorciada Antônio Carlos Pedro I. Disponível em: http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=ouc&lang=pt_BR&pg=10687&tax=44686
  2. Operação Urbana Consorciada Antônio Carlos Pedro I. Disponível em: http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=ouc&lang=pt_BR&pg=10687&tax=44686